REBLOG -
"Coragem, às vezes, é desapego. É parar de se esticar, em vão, para trazer a linha de volta. É permitir que voe sem que nos leve junto. É aceitar que a esperança há muito se desprendeu do sonho. É aceitar doer inteiro até florir de novo. É abençoar o amor, aquele lá, que a gente não alcança mais."
× Ana Jácomo
"Às vezes, ela só quer ficar perto de você. No máximo, deitar abraçada. Na mesma cama. Sem beijo, nem nada. Só um abraço, bem apertado."
× Autor Desconhecido
"Ela sorri fácil, isso eu já notei, então penso alguns segundos sobre que tipo asqueroso de babaca faz aquele tipo de garota chorar."
× Gabito Nunes
REBLOG -
"Ela tinha um defeito que também era uma qualidade; ela se entregava por inteira. Digo para qualquer tipo de relacionamento, seja de uma amizade até um namorico. Ela se entregava de corpo, alma, cabeça, coração… Não se contentava com o pouco, o quase e nem o talvez. Ou era tudo, ou nada. Sempre ou nunca. Sim ou não. Exigente ao extremo. Di-re-ta. E de certa forma, isso acabava sendo um grande problema. A chamavam de possesiva, mas mal sabiam que era egoísta. O que era dela, era dela; e o que não era, era dela também. Ninguém sabia não, mas ela sofria tanto sendo assim."
× Autor Desconhecido
"Cada relacionamento entre duas pessoas é absolutamente único. Por isso você não pode amar duas pessoas da mesma maneira. Simplesmente não é possível. Você ama cada pessoa de modo diferente por ela ser quem ela é e pela especificidade do que ela recebe de você. E quanto mais vocês se conhecem, mais ricas são as cores desse relacionamento."
× A Cabana.
REBLOG -
"le sentir sua falta, ele vai ligar. Se ele se importa com você, ele vai demonstrar. Não precisa cobrar. Se ele quer, ele faz. Se ele não faz, não ache que o problema é você. Apenas pare de gastar seu tempo com ele, porque ele com certeza não pretende gastar o tempo dele com você."
× Tati Bernardi. 
REBLOG -
"Eu sou um bocado sensível demais…"
× Clarice Lispector. 
REBLOG -
"Eu canto a dor que eu não soube chorar."
× Chico Buarque.  
Feelings.
Até cortar os próprios defeitos pode ser perigoso. Nunca se sabe qual é o defeito que sustenta nosso edifício inteiro.